Categorias
artigos

Bexiga Hiperativa: preciso ir ao banheiro urgente!

Se você sofre com a bexiga hiperativa, nesse exato momento deve estar preocupado em saber onde é o banheiro mais próximo, pois até o final dessa leitura pode dizer “preciso de um banheiro urgente”. 

O que é bexiga hiperativa?

Uma condição urológica que causa uma certa urgência de urinar, assim é a vida de quem sofre com de bexiga hiperativa. Além disso, esse quadro pode ser associado a outro problema, a incontinência urinária, ou seja, a urina pode vazar ao tossir, espirrar ou realizar esforço físico.

Quais as causas?

A bexiga hiperativa pode ser causada em decorrência do mau funcionamento dos sinais nervosos transmitidos ao cérebro, ou seja, esses sinais são enviados para o cérebro no momento em que a bexiga não está completamente cheia. Outra provável causa é quando a musculatura da bexiga não está ativa.

Sintomas da bexiga hiperativa

Pessoas que sofrem de bexiga hiperativa sentem a necessidade de urinar com maior frequência, muitas vezes realizando a micção durante o sono (enurese), espasmos na bexiga, além de incontinência urinária.

Fatores de risco

Além das prováveis causas, existem fatores de risco que podem contribuir para a bexiga hiperativa. como:

  • Distúrbios neurológicos;
  • Doenças que afetam o cérebro ou a medula espinhal, como derrame e esclerose múltipla;
  • Obstrução urinária em homens com aumento prostático (por irritação na bexiga);
  • Alterações hormonais;
  • Fraqueza ou espasmos nos músculos pélvicos;
  • Infecção no trato urinário;
  • Efeitos colaterais de medicamentos.

Como é feito o diagnóstico?

Além da avaliação do histórico do paciente, para realizar o diagnóstico de bexiga hiperativa, o médico urologista realizará exames físicos e de urina. Em alguns casos pode ser necessário a realização de uma ultrassonografia renal e o estudo urodinâmico. 

Bexiga hiperativa como tratar?

O tratamento pode ser realizado com a mudança de hábitos, como restrição de horário para ingestão de líquidos e exercícios para reeducar a bexiga e a região pélvica, ou até mesmo com a utilização de medicamentos.

Em alguns casos pode haver indicação para a utilização da toxina botulínica.

Agende agora sua consulta ou exame.

Categorias
artigos

Vasectomia: “hora de fechar a fabrica?”

Chega a hora em que o casal não deseja mais ter filhos e aí vem a decisão, “por que não realizar uma vasectomia?.”

O que é a vasectomia?

Vasectomia é um procedimento cirúrgico simples, seguro e rápido, recomendado para homens acima dos 25 anos OU com 2 filhos vivos e  que não desejam ter mais filhos. 

Com duração de aproximadamente 20 minutos esse tipo de cirurgia é realizada pelo médico urologista, ambulatorialmente.

Como é a cirurgia?

Durante a cirurgia o médico realiza a retirada de um segmentos dos ductos deferentes, que conduzem os espermatozóides dos testículos até o penis, ligando e cauterizando os cotos remanescentes, interrompendo assim a passagem dos espermatozoides. Deste modo, não há liberação deles durante a ejaculação, que permanece inalterada.

Categorias
artigos

Cólica renal, o verdadeiro sinônimo para dor.

Popularmente conhecido como pedra nos rins, o cálculo renal provoca muita dor e desconforto para aqueles que sofrem com a doença.

O que é a “pedra nos rins”?

Pedra nos rins é o nome popular dado ao cálculo renal, formação e deposição de pequenos cristais na urina, podem ser encontrados nos rins ou até mesmo em outros órgãos do sistema urinário.

Quais os sintomas?

O principal sintoma é uma forte dor na região lombar, porém há um aumento na frequência e ardência ao urinar. Em casos em que a pedra se apresenta de forma maior, nota-se sangue na hora urinar.

Fatores de risco

Alguns fatores podem contribuir para a formação de cálculos renais.

  • Histórico familiar;
  • Idade acima dos 40 anos;
  • Sexo masculino;
  • Baixa ingestão de líquidos;
  • Dietas com excesso  proteínas, gorduras e sal;
  • Obesidade;
  • Doenças do trato digestivo em que há aumento da absorção de cálcio.
  • Distúrbios hormonais como Hiperparatireoidismo

Tratamento

Normalmente o tratamento é realizado com a prescrição de medicamentos que amenizam os sintomas das pedras, até que elas sejam expelidas, no entanto em alguns casos onde as pedras são maiores é preciso realizar um procedimento cirúrgico.

Cirurgia Laser para retirada de pedras nos rins

A utilização do laser para a retirada de cálculos renais é indicada para pedras que medem até 5 milímetros de diâmetro, que mesmo pequenas não são expelidas de forma natural, pois ficam presas no ureter antes mesmo de chegarem a bexiga. 

Agende agora sua consulta ou exame.

Categorias
artigos

Câncer de próstata, segunda maior causa de óbito em homens acima dos 50 anos.

Conhecido por ser o tumor mais comum entre os homens com mais de 50 anos, o câncer de próstata também é a segunda maior causa de óbitos oncológicos no sexo masculino.

O que é o Câncer de próstata?

A multiplicação desordenada das células da próstata, é denominada câncer de próstata, ou seja, quando o câncer se manifesta, há um endurecimento da glândula, que em estágio inicial não apresenta nenhum sintoma.

Quais os sintomas apresentados pelo câncer de próstata?

Não são sentidos sintomas na fase inicial do câncer de próstata, no entanto após a evolução do quadro, o câncer pode provocar dores nos ossos, sintomas urinários, ou em estágios mais avançados da doença, pode haver infecção generalizada e insuficiência renal. 

Como é feito o diagnóstico?

A maioria dos casos da doença, é diagnosticada por meio do PSA(exame feito por amostra sanguínea) ou através do exame de toque.

Quais os fatores de risco?

  • Idade superior a 50 anos;
  • Afrodescendente;
  • Histórico Familiar;
  • Obesidade.

Como é realizado o tratamento?

Pode haver a remoção cirúrgica, radioterapia, ou tratamento com hormônios e medicamentos, no entanto isso será definido pelo urologista de acordo com a extensão e a classificação do tumor.

Agende agora sua consulta ou exame.

Categorias
artigos

Incontinência urinária e a morte social.

O que é a incontinência urinária?

A perda involuntária da urina é denominada Incontinência urinária, ou seja, quando a urina é expelida através da uretra de forma involuntária.

Mas afinal o que provoca a incontinência?

O sistema nervoso autônomo é o grande responsável por controlar a eliminação da urina, porém alguns fatores podem comprometer esse controle.

  • Gravidez e parto;
  • Hiperplasia prostática;
  • Doenças na bexiga;
  • Obesidade;
  • Tosse cronica;
  • Bexiga hiperativa;
  • Processo cirurgico.

Quais os tipos e sintomas da incontinência urinária?

Incontinência por esforço

Na incontinência urinária por esforço físico, o principal sintoma é a perda de urina durante a realização de exercícios, tosse, risos ou até durante a movimentação.

Incontinência de urgência

A incontinência urinária de urgência é caracterizada pela perda de urina em meio às atividades cotidianas, não havendo a possibilidade de chegar ao banheiro antes.

Incontinência mista

A incontinência urinária mista apresenta as características dos dois tipos de incontinência urinária  mencionados anteriormente.

Como é realizado o diagnóstico?

O diagnóstico é feito através do estudo urodinâmico, onde o urologista faz análise de diversos parâmetros coletados durante a realização do exame, como capacidade de armazenamento da bexiga, pressão ao expelir a urina, entre outros.

Agende agora sua consulta ou exame.

Categorias
artigos

Urodinâmica uma análise completa do trato urinário inferior.


Seu médico solicitou um exame urodinâmico? Entenda o que é, e para que serve o exame que também é conhecido como estudo urodinâmico.

O que é urodinâmica?

O exame ou estudo urodinâmico, é a análise de todo o trato urinário inferior, ou seja, através desse exame é possível avaliar as diversas fases de armazenamento, retenção e eliminação da urina.

Qual a finalidade do exame de urofluxometria?

A urodinâmica oferece ao médico dados para diagnóstico e tratamento de pacientes que possam ser acometidos por quadros de obstrução infravesical.

Urodinâmica, onde realizar?

Você pode realizar o exame no Instituto Bem Estar, onde o Dr. Jean realiza seus atendimentos.

Agende agora sua consulta ou exame.

Categorias
artigos

Urofluxometria, preciso me preocupar?

O que é, qual a finalidade e o que o médico urologista quer analisar com o exame de urofluxometria deve ser uma grande dúvida para pacientes e familiares, no entanto,  esse tipo de exame é menos complexo que você pode imaginar.

O que é Urofluxometria?

A urofluxometria é um exame simples e rápido realizado por um médico urologista especializado, permitindo com que seja avaliado a velocidade em que a urina é expelida durante a micção e o volume do fluxo urinário do paciente.

Qual a finalidade do exame de urofluxometria?

Através desse exame é possível com que o médico avalie com precisão, se o paciente é acometido por um quadro de incontinência urinária, alguma infecção urinária, dor ao urinar, obstrução do trato urinário, hiperplasia benigna da próstata entre outras doenças urológicas.

Quais informações podem ser coletadas em um exame de Urofluxometria?

  • Tempo entre o enchimento da bexiga até o esvaziamento;
  • Potência com que a urina é expelida;
  • Frequência do jato urinário;
  • Quantidade de urina expelido em ml;

Agende agora sua consulta ou exame.

Categorias
artigos

Cirurgia Robótica: Tecnologia aliada a medicina

Nos últimos anos a tecnologia vem sendo cada vez mais utilizada como forte aliada da medicina, revelando novas opções de tratamento, entre esses, a Cirurgia Robótica.

No entanto, muitos desconhecem a utilização da cirurgia robótica em diversos casos, e os benefícios que ela pode proporcionar tanto para pacientes, quanto para os médicos.

O que é a cirurgia robótica?

Diferente da cirurgia convêncional, nesse tipo de procedimento o médico realiza intervenções cirurgicas, com a utilização de um sistema robótico de 4 braços equipados com diversos instrumentos cirurgicos. Portanto, sua operação exige médicos altamente qualificados.

Benefícios

Quando há indicação para esse tipo de cirurgia, a recuperação pós-operatória ocorre de forma mais rápida, além disso, o médico tem acesso as áreas afetadas de forma menos invasiva e mais precisa.

O procedimento já é realizado nas seguintes regiões:

Antes de mais nada, é preciso se informar com seu médico, sobre a possibilidade da realização da cirurgia robótica no seu procedimento.